domingo, 30 de novembro de 2008

Futebol Atualidade: 37º Rodada - Brasileiro

VASCÃO VENCE, MAS SEGUE NA DEGOLA

Jogadores vascaínos vibram com o segundo gol


A torcida vascaína segue agoniada com o risco de rebaixamento no campeonato brasileiro, o cruzmaltino fez sua parte derrotando o Coritiba por 2 a 0, mas as vitórias de Figueirense e Náutico fizeram o Vasco dormir mais uma rodada entre os quatro últimos da tabela de classificação. O gigante da colina tem 40 pontos, dois a menos que o Atlético-PR, primeiro além da zona mortal. A próxima partida será contra o Vitória, no caldeirão de São Januário, mesmo vencendo, o Vasco terá que contar com o Flamengo, que encara o Furacão, para se livrar do rebaixamento.

A partida começou e o Vascão mostrou uma postura contrária ao que vinha mostrando ultimamente, com muita disposição para vencer a partida o bacalhau dominava todas as ações no meio-campo e com isso tinha as melhores oportunidades para marcar. Mateus teve grande oportunidade, mas jogou pela linha de fundo. A esperança vascaína veio num lance de bobeira da zaga, Maurício escorregou, Alex Teixeira tomou a bola e bateu para o gol, no rebote Leandro Amaral colocou o Vasco na frente.

O resultado de momento retirava o Vasco do rebaixamento, pois o Figueirense empatava com o Botafogo e o Náutico era derrotado pelo Atlético-PR. Logo no início da segunda etapa Leandro Amaral, de novo ele, cobrou pênalti com categoria e marcou o segundo. O resultado era excelente para o Vascão, mas por ironia do destino, o Figueira e o Timbú venceram seus jogos e o gigante da colina continuou em má situação. Resta agora vencer o Vitória e resgatar o orgulho de torcer para o Vasco da Gama.

SÚMULA:CORITIBA 0 X 2 VASCO
Data/hora:
30/11/2008 - 17h (de Brasília) Campeonato Brasileiro 2008
Local: Couto Pereira, Curitiba (PR)
Árbitro: Alício Pena Júnior (Fifa-MG)
Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Marcio Eustáquio Santiago (MG)
Renda/público: R$282.035,00 / 18.309 pagantes
Cartões amarelos: Felipe, Arilton, Alê, Guaru, Edson Bastos e Maurício (COR); Vilson, André, Eduardo Luiz e Mateus (VAS)
GOLS: Leandro Amaral 15/1ºT e 5/2ºT .
CORITIBA: Vanderlei; Maurício, Rodrigo Mancha (Dinélson, 14'/2ºT) e Felipe; Arilton, Alê, Carlinhos Paraíba (Guaru, intervalo), Marlos e Ricardinho; Keirrison e Ariel (Jailson, intervalo). Técnico Dorival Júnior.
VASCO: Rafael, Eduardo Luiz, Odvan e André; Wagner Diniz, Jonílson, Mateus, Madson, Alex Teixeira (Leandro Bomfim, 25'/2ºT) e Vilson (Jhonny, 29'/2ºT); Leandro Amaral (Edmundo, 32'/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho.


FLU EMPATA E ADIA FESTA DO SÃO PAULO

Wellington Monteiro disputa bola com Jorge Wágner

Desde que Renê Simões assumiu o time do Fluminense, o tricolor das laranjeiras tem conseguido resultados expressivos e hoje não foi diferente. Em meio a uma festa que tomava conta do Morumbi, o tricolor arrancou o empate e retardou a festa são-paulina. O gol do Flu foi do jovem Tartá e Borges empatou para o São Paulo.

O Fluminense foi encarar o tricolor paulista disposto a acabar de vez com as chances de rebaixamento, com uma tarde inspirada do argentino Conca o Fluzão mandou no jogo em toda a primeira etapa. Os times criaram grandes oportunidades, como na chegada de Dagoberto que pegou torto e mandou pela linha de fundo, mas o primeiro tempo acabou com o placar em branco.

Mal havia começado o segundo tempo e o Flu foi logo marcando, Tartá lançou Washington que dividiu com Rogério Ceni, no rebote, Tartá limpou o zagueiro e colocou para o fundo do gol abrindo a contagem para os cariocas. Após os insucessos na Libertadores e no primeiro turno do brasileirão, o São Paulo via mais uma vez o Fluminense acabar com sua festa.

O empate não demorou muito, após cruzamento para a área, Borges pegou torto e acabou acertando o canto de Fernando Henrique que ficou inerte no centro do gol. O resultado ainda não interessava ao tricolor paulista que passou a atacar de todas as formas, a não ser com uma cabeçada de André Dias na trave, o São Paulo pouco assustou o Flu que colocou água no chopp dos paulistas.

SÚMULA:SÃO PAULO 1 X 1 FLUMINENSE
Data/hora: 30/11/2008 - 17h (de Brasília)
Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA)
Renda e público: 66.888 pagantes / R$ 1.387.775,00
Cartões Amarelos: Fabinho (FLU), Jean (SPO)
GOLS: Tartá, 4'/2ºT (0-1); Borges, 12'/2ºT
SÃO PAULO: Rogério Ceni, Rodrigo, André Dias e Miranda; Joilson (Richarlyson, 28'/2ºT), Jean, Hernanes, Hugo (40'/2ºT) e Jorge Wagner; Dagoberto (André Lima, 33'/2ºT) e Borges. Técnico: Muricy Ramalho.
FLUMINENSE: Fernando Henrique, Wellington Monteiro, Thiago Silva, Luiz Alberto e Junior Cesar; Fabinho (Ygor, 16'/2ºT), Romeu, Arouca (Maurício, 31'/2ºT) e Conca; Maicon (Tartá, 1'/2ºT) e Washington. Técnico: René Simões


FOTOS: Globoesporte.com

2 comentários:

Rui Moura disse...

Jorge, apesar de não suportar o mau carácter do treinador do vasco, torcerei para que fique no Brasileirão! Estamos nessa, companheiro!

Saudações ALvinegras!

Rui Moura disse...

Perdão, Vasco é com maiúscula.
Abraço.